Organizar por:
Ver:

Arquivos por dia

Mashup de um homem só


Bem legal o que esse carinha fez. Ele fez um pout-pourri de alguns dos maiores sucessos de Michael Jackson[bb] usando apenas sua voz, gravada em vários takes ao vivo e montadas juntas.

Se o “arranjo” não é o mais foda de todos, é impressionante imaginar como ele preparou essa harmonia entre as vozes:

Vi no Chongas.

Depois do Rock Band dos Beatles que foi lançado hoje…


…que tal uma versão do jogo para o Radiohead[bb]?

Esse vídeo abaixo já mostrou mais ou menos como seria. Hilário:

Se não conseguir visualizar o player, clique aqui para assistir.

Até eu que sou fã da banda achei muito engraçado.

Dica do @jackgraziano.

O herói dos desafinados


Quem visita o Vida Ordinária sabe que curto esses programas de calouros e a galera que manda bem cantando neles.

Mas os bizarros também têm lugar aqui (que o diga a musa do VO).

E o francês Fouad Djaoblia é sem dúvida um candidato a novo ícone desse tipo de programa.

Afinal, esse fã de Mariah Carey[bb] brindou o público do X-Factor britânico com, provavelmente, a pior audição da história.

Mas a situação foi tão surreal que o carisma do cara levou a platéia inteira a levantar e cantar junto balançando os braços… para desespero do Simon.

A música? Hero, da Mariah (claro). Imperdível:

Dica hilária do Betão.

“What’s My Line?”


A gente tá cansado de ouvir sobre como a TV influenciou e influencia até hoje a cultura e nosso modo de viver, de uma forma que só recentemente a Internet começou a se equiparar.

Tipo se eu fizer uma piada relacionada a twitter na rua. Algumas pessoas até vão entender. Mas se eu falar “Hare Baba!”, todo mundo vai sacar a referência na hora.

Pois bem, não é à toa que os grandes momentos da TV até hoje são lembrados, como os Beatles[bb] no Ed Sullivan Show.

Só que existem pérolas dos primórdios da televisão que não são tão presentes na memória da gente, e uma delas é esse programa americano sobre o qual só descobri a existência ontem, vendo esse post no Update or Die: é o “What’s My Line?”

http://vidaordinaria.files.wordpress.com/2009/09/whats-my-line.jpg

Se trata de um game show tradicional, exibido entre 1950 e 1967, onde os participantes (entre eles famosos da época – e até gente que é ícone até hoje, como Jerry Lewis[bb]) devem adivinhar o ramo de trabalho do convidado (ou às vezes simplesmente quem ele é).

Formato básico, certo? Mas  o que torna os vídeos do “What’s My Line?” imperdíveis são os convidados dele. Estamos falando simplesmente de gente como Walt Disney, Elizabeth Taylor, Ava Gardner, Alfred Hitchcock, Barbra Streisand[bb], Salvador Dali, entre outros. Enfim, praticamente toda celebridade de primeira grandeza do mundo nos anos 50 e 60 estiveram lá. Teve até o Pato Donald (ok, na verdade seu dublador, mas vale)!

E o melhor é que a dinâmica é ótima, e é divertidíssimo de assistir, já que a maioria dos convidados é fanfarrona e fica fazendo vozes diferentes. Tipo, Hitchcock fazendo piada é algo único de se ver!

Olha só alguns dos que achei mais legais:

Elizabeth Taylor[bb]

Dublador do Pato Donald

Walt Disney[bb]

Alfred Hitchcock[bb]

Salvador Dali

Hugh Hefner (que quaaaaase não conseguem acertar)

E procurando no Youtube vocês conseguem encontrar, literalmente, outras dezenas de vídeos. Eu ainda não tive tempo de ver nem um décimo, mas até agora tem valido MUITO a pena conferir cada um.

Pra fechar, fica aí um vídeo com uma compilação de alguns dos momentos mais engraçados do programa:

Menu