28/04 2010
O fluxograma dos Caça-Fantasmas

Genial.

Via.

Publicitário, blogueiro, produtor de festa e, pro azar de vocês, piadista.

28/04 2010
Macaco Espacial

Space Monkey é o vídeo viral que a WWF lançou semana passada em homenagem ao Dia da Terra.

É a história de um macaco enviado ao espaço, que 65 anos depois volta ao nosso planeta.

Lindo:

E a trilha é do caralho também, hein?

Publicitário, blogueiro, produtor de festa e, pro azar de vocês, piadista.

28/04 2010
Labirinto com ilusão de ótica

Eu, que sempre fui bom em resolver labirintos em revistinhas, me enrolei todo nesse.

Publicitário, blogueiro, produtor de festa e, pro azar de vocês, piadista.

28/04 2010
Em defesa dos trolls

Eu não sou muito chegado a fazer posts falando sobre a blogs, blogueiros e afins. Acho que tem muita coisa interessante por aí pra gente perder tempo se ocupando em falar de nós mesmos. Mas durante esse fim de semana pensei numa questão relacionada à blogosfera e resolvi abrir uma exceção e falar sobre ela aqui no Vida Ordinária.

Foi uma espécie de epifania, na qual eu percebi que os trolls são indispensáveis para um funcionamento saudável da blogosfera e de todos que nela “habitam”.

Mas acho que antes vale uma breve explicação do que são os trolls para os menos iniciados nesses termos internéticos. Trolls são aquelas pessoas cuja postura online é voltada para provocar as pessoas, desestabilizar discussões ou irritar as pessoas. Resumindo: trollar é usar seus comentários pra escrotizar um blog, fórum, etc. E claro, eles são escrotos. Ninguém gosta de escrever um post e em seguida ver um Zé Mané falando mal pela simples oportunidade de polemizar.

Mas a questão não é essa, e sim de que, por mais escrotos que sejam, eles são necessários para os blogueiros. Eu diria até que são essenciais.

Afinal, imaginem algum blogueiro recebendo em seu e-mail um aviso de comentário no blog e quando for ler, está escrito: “Putz, que bosta de post! Você é um merda!”

Em um mundo sem trolls, a pessoa não estaria apenas querendo escrotizar com o blogueiro. Não teria nenhuma desculpa. Ela teria realmente detestado o post, achado uma merda, e dito aquilo com toda a sinceridade. E aí como fica o ego do blogueiro?

Mexer com ego de blogueiro é perigoso. A maioria é sedentário, tem problemas de peso (e nesse ponto eu posso falar por mim). Vai que o problogger gordinho tem um infarte quando descobre que alguém genuinamente não o acha tão bom assim? Isso sem falar em suicídio. A internet é cheia de gente perturbada, e essas coisas acontecem…

Isso sem falar nas vezes em que eles escrotizam com alguém que comentou no seu blog. Isso leva a pessoa ofendida a replicar. E em seguida vem a tréplica do troll. E assim sucessivamente. O que é ótimo para você blogueiro, já que cada vez que um deles entra para responder, é um pageview a mais. E de quebra o mostrador de comentários do post aumenta, o que dá uma certa credibilidade, sabe-se lá porque.

Enfim, o que eu quero dizer é que os trolls são importantes principalmente porque eles servem de desculpa.

Eu por, exemplo, nem vou precisar me deprimir se nos comentários desse post todo mundo detestar e me xingar. Posso dizer a mim mesmo que não passam de trolls, e seguir em frente satisfeito. Mesmo que eu esteja apenas me enganando.

Publicitário, blogueiro, produtor de festa e, pro azar de vocês, piadista.

28/04 2010
Tolamente procurando o amor verdadeiro

Foolishly Seeking True Love é o nome desse curta para lá de bonitinho, sobre duas almas gêmeas que vivem solitárias e passam por uma série de desencontros.

Bem legal:

Foolishly Seeking True Love from Jarrett Lee Conaway on Vimeo.

Publicitário, blogueiro, produtor de festa e, pro azar de vocês, piadista.