Organizar por:
Ver:

Arquivos por dia

É assim que se faz um viral


A dancinha desajeitada de uma criança vira uma aula de coreografia para duas mulheres, até que vira uma grande cena de dança.

Bem antes do fim já fica na cara que é um viral para alguma marca (no caso, a Samsung). Mas mesmo assim você vai assistir até o final e depois dar o play novamente. Afinal de contas, é sensacional:

A cena ao fundo pode ser toda fake pro viral, mas a garotinha é autêntica. Sua dancinha tosca também.

E é por isso que o vídeo tá tão cativante quanto seria se não fosse para alguma marca, porque captou a alma de tudo aquilo que entretem ou causa identificação nas pessoas: a verdade.

Mesmo que apenas no detalhe. Mesmo que apenas na garotinha.

Menu