Organizar por:
Ver:

Escrito por Alexandre Esposito

http://vidaordinaria.com/wp-content/uploads/2015/01/selma1-960x639_c.jpg

[Resenha] Selma – Uma Luta Pela Igualdade


.

Ano passado, 12 Anos de Escravidão ganhou o Oscar por mostrar com excelência os horrores e o absurdo da escravidão. Mais do que um bom filme, era um filme importante.

Selma segue por um caminho igualmente importante e dá um tapa na nossa cara recontando a – ainda recente – vergonha da falsa liberdade que os negros viviam nos EUA, quando ainda eram privados de diversos direitos básicos, como o voto.

E como seu predecessor do ano passado, não traz apenas uma ótima causa: é um ótimo filme.

http://vidaordinaria.com/wp-content/uploads/2015/01/sniper1-960x588_c.jpg

[Resenha] Sniper Americano


.

Sniper Americano, o novo filme de Clint Eastwood, chega à temporada de prêmios carregado de duas coisas:

  1. Indicações, inclusive em categorias importantes (como Melhor Filme), e
  2. Polêmicas, a respeito da mensagem do filme, por tratar como herói um homem responsável por cerca de 250 mortes (mais de 160 confirmadas).

Nos dois casos, o filme não merece o que recebeu.

Ao mesmo tempo que o próprio longa parece questionar o patriotismo e heroísmo atribuídos ao protagonista, o filme simplesmente se mostra bem aquém de outros desse ano, o que torna incompreensível sua presença no Oscar.

Baú dos Covers: Broken Bells toca Beatles (com duas mãozinhas do Ringo)


.

Em 2014 a primeira ida dos Beatles aos EUA completou 50 anos, e na semana desse aniversário vários convidados homenagearam a banda no programa do David Letterman (gravado no mesmo estúdio que o clássico Ed Sullivan Show).

Uma delas foi a dupla Broken Bells, que acompanhando uma antiga gravação do Ringo, tocou a balada And I Love Her.

http://vidaordinaria.com/wp-content/uploads/2015/01/theory1-960x639_c.jpg

[Resenha] A Teoria de Tudo


.

Cinebiografias são uma coisa complicada de se fazer, por uma série de motivos. Quando o personagem principal é uma grande figura da história que ainda está viva, como é o caso de Stephen Hawking, a missão é ainda mais difícil.

Por isso, não chega a ser uma surpresa que A Teoria de Tudo falhe muito como filme. Mas tem uma coisa que salva, e muito: Eddie Redmayne e sua interpretação sobrenatural.

http://vidaordinaria.com/wp-content/uploads/2015/01/herois0-960x541_c.jpg

Super-heróis do Rock


.

Personagens de quadrinhos. Astros do rock. Dois universos muito diferentes, mas que esbanjam popularidade na cultura pop.

E que se encontraram nas ilustrações de Andrés Moncayo, que deu um visual rock n’ roll a super heróis. E como vocês podem ver na continuação do post, aqui não tem rivalidade: tem espaço para Marvel e DC.

http://vidaordinaria.com/wp-content/uploads/2015/01/hotel1-960x639_c.jpg

[Resenha] Grande Hotel Budapeste


.

Há mais de 10 anos Wes Anderson vem imprimindo nos seus filmes um estilo único, tanto visual como de roteiro, que conquistou uma boa parcela de fãs, mas que até então tinha tido um reconhecimento relativamente tímido da indústria de Hollywood.

Com Grande Hotel Budapeste, Anderson parece unir os pontos fortes dos seus filmes anteriores. Não à toa acabou finalmente ganhando o tal reconhecimento: o filme é um dos líderes de indicações ao Oscar desse ano.

Nesse post, vamos entender o porquê.

Menu