Organizar por:
Ver:

Categoria: Cultura Pop

Baú dos Covers: a versão indie de Como Uma Deusa


Na festa de 20 anos da Vice, vários artistas foram convidados para cantar músicas que faziam sucesso na época em que a revista foi fundada.

Teve muita coisa bacana, mas nada tão inusitado e legal quanto Jarvis Cocker, o sensacional frontman do Pulp, cantando The Power of Love, hit na voz de Celine Dion e, aqui no Brasil, de Rosana. Sim, estamos falando da canção que deu origem a O Amor e o Poder e seu épico refrão de “Como uma deusaaaaaaa…”.

Ficou bom? Não. Ficou estranho? Ficou. Mas com o Jarvis sempre vale a pena conferir. Cover imperdível.

O trailer de Star Wars e suas paródias


Sexta-feira saiu o teaser de Star Wars – Episódio VII, um dos mais esperados dos últimos tempos.

Você provavelmente já viu e já formou sua opinião sobre o robôla, o sabre-de-luz com guarda-mão e todos os detalhes do trailer (caso, ao contrário do que eu disse, não tenha visto, é só dar o play aqui em cima).

Mas a Internet não se contenta apenas com o que é lançado, e na continuação desse post nós podemos ver as primeiras (e ótimas) paródias que já estão fazendo desse trailer.

Capitão América nos anos 80


Depois de um primeiro filme bem mais ou menos e de uma participação apenas OK em Os Vingadores, o Capitão América surpreendeu esse ano com O Soldado Invernal, facilmente um dos melhores filmes pipoca de 2014 (e um dos melhores no geral também).

Mas e se ele fosse feito nos anos 80? Um pessoal juntou cenas de filmes da época e alguns filtros para mostrar como ficaria. Spoiler: ficaria bizarro.

A mistura de Breaking Bad com Frozen


O que acontece quando juntam um dos maiores fenômenos infantis dos últimos tempos (a animação Frozen) com um dos maiores fenômenos entre adultos (Breaking Bad)? Essa paródia, onde Walter White canta para seu (nem sempre) fiel escudeiro Jesse uma versão de “Do You Wanna Build a Snowman”, só que trocando o boneco de neve por um laboratório de metanfetamina.

Fofo, não? Claro que não, mas mesmo assim, bem engraçado.

Princesa Leia sai às ruas por 10 horas


Um dos vídeos mais populares (e importantes) das últimas semanas foi esse, que mostrou uma mulher andando pelas ruas de NY por 10 horas e toda a quantidade de assédio, grosserias e bizarrices em geral que ela recebeu.

Foi um sucesso pra mostrar o absurdo que a maioria das mulheres vive graças à imbecilidade de muitos de nós homens.

Mas é claro, como todo vídeo de sucesso, acabou ganhando várias paródias. Algumas são questionáveis, mas essa é mais inofensiva e divertida, e mostra como seria se a mulher do vídeo em questão fosse ninguém menos que a Princesa Léia.

Menu