Organizar por:
Ver:

Projeto The Elements


Não tem coisa que eu goste mais do que descobrir coisas novas sem querer pela internet. Vou dizer até que me senti um pouco ignorante por não conhecer uma coisa tão legal como esse projeto da banda Second Person.

Primeiro, acho muito válido contar a história de como essa banda apareceu. Existe um site chamado SellaBand (que eu também não conhecia) onde você pode se cadastrar como artista ou simplesmente um “believer”. Lá você encontra diversas bandas independentes, querendo divulgar o seu trabalho e conseguir gravar os seus CDs. Você pode comprar “ações” das bandas, investindo no mínimo U$ 10,00 em quem você acha que vai dar certo no futuro. O objetivo é fazer com que a banda consiga levantar U$ 50.000,00 e, com essa quantia, ela pode gravar seu CD. Todos os “patrocinadores” recebem em casa um CD e participação nos lucros das vendas.

A Second Person foi uma dessas bandas que atingiram a quantia suficiente pra lançar o seu trabalho. Mas eles investiram os seus U$ 50.000,00 em um projeto sensacional, chamado The Elements. As músicas do projeto se chamam Wood, Metal, Water, Fire e Earth. Cada uma delas vai render um clipe diferente que, juntos, formarão uma história única. Em fevereiro foi lançado o primeiro deles, Wood, que é, na minha opinião, um dos clipes mais bonitos que eu já vi. Vale a pena acompanhar essa banda de perto, porque os caras tem um potencial absurdo e sabem se vender muito bem. Confiram abaixo o clipe. E pra quem quiser baixar a música, tem de graça no perfil do SellaBand deles.

Stack da E4 Police


Vou aproveitar meu primeiro post pra falar sobre uma coisa que eu gosto muito: advergames. Ok, não advergames como um todo, mas sobre um advergame específico, bem bobinho, mas muito legal: Stack da E4 Police.

Em Stack da E4 Police, um helicóptero do “batalhão de choque do entretenimento” do canal sobrevoa um planeta estranho quando, acidentalmente, deixa cair caixas com suas tropas de mini-policiais – que mais parecem um bando de Oompa Loompas, mas isso não vem ao caso.

A sua função é empilhar todos os caixotes pra que o helicóptero possa “abduzi-los” de volta para a aeronave. Parece fácil, né? Mas o problema não pára aí. Eu esqueci de falar que os Oompa Loompas de farda são só um pouquinho hiperativos, não páram quietos um segundo. Ou seja, quando você pensa que está acabando, as pestes vão lá e derrubam tudo de novo

Ok, confesso que a história não faz o menor sentido. Mas eu garanto que o jogo é muito divertido mesmo assim.

PS: homenagem à amiguinha co-estreante Pips, que tem um joguinho de celular muito parecido (tenho certeza que eles chuparam do seu, Pips!).

Sarah “Trendsetter” Parker


O comercial feito pela MPM para anunciar a inauguração do Shopping Cidade Jardim estreou esse fim de semana. Produção muito bem feita, takes bonitos e tal… até aí, nada demais.

Mas, temos que dar todos os créditos ao censo de oportunidade da agência ao escolher Sarah Jessica Parker como protagonista da campanha.

Famosa por sua personagem Carrie, da aclamada série “Sex and the City”, Sarah se tornou uma fortíssima trendsetter do universo feminino, sendo vista como um simbolo de moda, bom gosto e sofisticação.

E é esse exatamente o posicionamento do novo shopping. Ou seja, conseguiu passar todos os seus atributos da melhor e mais fashion maneira possível. Fora que o comercial começou a ser veiculado uma semana antes da estréia de um dos filmes mais aguardados pela maioria das mulheres nos últimos tempos.

Para as (os) fans da série que, assim como eu, não agüentam mais de ansiedade para ver o filme, vamos nos contentando com o que temos aqui.

E a gangue cresce


Hoje entram para a “família Vida Ordinária” mais duas pessoas. Dois que estavam pra entrar desde que o blog veio para esse endereço, mas que só agora finalmente estão aqui.

Dêem as boas-vindas à Natalia Pinheiro e ao Marcelo Ferraz, nossos novos ordinários. 

O arquétipo de herói através de Luke Skywalker


Semana passada recebi do Fabiano Neme, vulgo Skywalker, esse texto que ele mesmo escreveu para o Meia Palavra. Só hoje cedo tive um tempinho de ler e achei leitura indispensável para qualquer um que se interessa por Star Wars ou por mitologia como um todo.

É um paralelo entre a saga de George Lucas e o livro O Herói de Mil Faces, de Joseph Campbell, que serviu de base para boa parte do que vimos em Star Wars. 

É sensacional, leiam aqui.

Menu